O governador Fernando Pimentel entregou na última segunda-feira (20/3) em Santana do Paraíso, no Território do Vale do Aço, 393 títulos de regularização de imóveis a famílias de baixa renda de sete municípios mineiros que haviam perdido a titularidade de suas moradias depois de passarem por décadas de dificuldades financeiras, que impossibilitaram o pagamento das prestações de seus imóveis.

“A entrega que estamos fazendo hoje pode parecer coisa pequena para quem tem casa própria há muitos anos e, principalmente, para alguns que têm até mais de uma. Mas, para quem não tem casa, que lutou para conseguir e só agora está conseguindo, é muito importante. É por isso que fiz questão de estar presente hoje aqui”, afirmou o governador.

A entrega dos títulos foi possível graças ao Decreto Estadual 46.795, de 2015, assinado por Pimentel durante a inauguração do Fórum Regional em Ipatinga, em julho daquele ano, que regulamentou a Lei 21.100, de 2013, possibilitando a doação de 597 imóveis em 13 municípios a seus antigos moradores, mutuários da Caixa Econômica do Estado de Minas Gerais (MinasCaixa).

“Quem precisa do governo é o povo pobre. Rico não precisa de governo, ele se vira sozinho. Então, é para os pobres, para a gente necessitada, para os mais carentes, para os abandonados, para os desabrigados e desassistidos que nós temos de governar Minas Gerais”, afirmou Pimentel.

Após a extinção da MinasCaixa, os imóveis passaram a fazer parte do patrimônio do governo do Estado, administrado pela Minas Gerais Participações S.A (MGI), que acompanhou todo o processo, desde o cadastramento das famílias ocupantes dos imóveis para a identificação dos moradores até a análise da documentação.

O deputado estadual Durval Ângelo, líder de governo, participou da cerimônia e parabenizou o governador pela ação. “A entrega do título significa a segurança da posse, uma grande conquista para esta população que tanto lutou por esta conquista. Ele também representa o acesso à moradia digna, guardando no passado o risco de desalojamento”, disse.

Com informações da Agência Minas