foto_MandatoColetivo

Juntos por uma sociedade melhor

O mandato do deputado Durval Ângelo é estruturado coletivamente. Assim, as diversas forças populares, políticas, de movimentos sociais, sindicais, religiosos e de classes considerados excluídas tem espaço de apresentar suas revindicações. Mais do que isto, têm voz para participar, deliberar e expor suas realidades, convicções e propostas.

Mas, para que tudo isso se torne realidade, é fundamental que se proporcione a organização popular. E é aí que entra uma das funções do Mandato: a de Formação. A de conscientizar e incentivar os diversos grupos sociais a se unirem, em torno de objetivos comuns. É esta mobilização que respalda as ações do Mandato, dando a elas a legitimidade de serem a real expressão da vontade popular. Sem dúvida, a força de um Mandato que tem o apoio de suas bases é infinitamente maior.

Outro princípio do Mandato Coletivo é incentivar a cidadania. As pessoas não são chamadas apenas a participar. Elas devem ter poder de decisão e dividir as responsabilidades dos resultados de todos os trabalhos. Esta é a verdadeira ação popular.

Um dos mecanismos de participação do mandato são os Conselhos Políticos. O conselho conta com representantes de várias regiões do Estado que se reúnem duas vezes ao ano para definir as ações do mandato. Ele tem caráter deliberativo. No conselho são planejadas, avaliadas e encaminhadas propostas para o Mandato. Ele é realizado desde o primeiro mandato do deputado Durval Ângelo.